http://www.viagememcena.com/wp-content/uploads/2012/02/viagem-em-cena-logo.jpg

Adorei a experiência de passar o reveillon em Buenos Aires. Mas, para evitar certos perrengues, é legal ficarmos atentos a certas dicas sobre a noite da virada dos nossos hermanos. Por isso, preparei esse post para você aproveitar ao máximo este momento.

 

Reveillon em Buenos Aires

Os preparativos

Sempre quis virar o ano em algum outro país, aliar  essa grande celebração a uma viagem à uma terra estrangeira. Essa ideia me fascinava muito até que eu decidi colocá-la em prática na virada de 2012 para 2013. Então comecei a planejar com bastante antecedência, uns quatro meses, para monitorar preços de passagem, reservar os hotéis e procurar um bom lugar para a festa. A ideia do reveillon em Buenos Aires foi porque eu já tinha lido alguns blogs sobre a festa por lá e tinha me interessado. E eu também ainda não conhecia a tão famosa cidade portenha e achava que o preço ia ser mais acessível, comparado a algumas outras cidades que cogitei.

A ida

Pessoal, taxi no reveillon em Buenos Aires é furada, muito difícil achar um. Ficamos muito tempo, acredito que uma hora aproximadamente, para conseguir encontrar um disponível. Como há muita gente na cidade nesta época e poucos taxis disponíveis, prefira agendar um transfer com antecedência para não perder tempo.

O local

Acredito que o melhor lugar para curtir o reveillon em Buenos Aires seja Puerto Madero. Isto porque o bairro reúne diversos restaurantes maravilhosos que promovem festas com shows de tango e ficam de frente para o porto, onde tem a queima de fogos. Então escolhi o Estilo Campo para receber o ano com muita alegria e comilança. A programação e o cardápio  já são fechados previamente e você precisa ter uma reserva. O jantar conta com uma entrada, um segundo prato, o prato principal e uma sobremesa. Nós ainda tínhamos direito a uma bandeja com algumas guloseimas para levarmos para casa. Como bebidas havia água, vinhos e champanhe a noite toda, sem limites. Resultado: ficamos bêbados. Mas foi por um bom motivo.

Além da comilança, assistimos a um show de tango, com ótimos cantores e dançarinos, e nos divertimos após a queima de fogos na pista de dança. O louco é que tocaram muitas músicas brasileiras de aaaanos atrás. Tipo, É o Tchan!, Harmonia do samba, dentre outras maluquices dessas. Mas foi legal ainda assim. Acabei virando uma espécie de professora de dança, por ensinar as coreografias manjadas para as gringas que estavam por lá. 😉

Depois de 01:30am, o restaurante disponibilizava um transfer até o hotel. Achei uma maravilha! Garçons educados, ótimo show, atendimento impecável.

Reveillon em Buenos Aires

Reveillon em Buenos Aires

Reveillon em Buenos Aires

Reveillon em Buenos Aires

A decepção

Bem, além de não ter gostado muito do repertório da pista de dança do restaurante, minha decepção maior foi com os fogos do porto. Estava esperando algo maior. Sabia que não seria como os de Copacabana, mas confesso que esperava mais. No entanto, no momento da virada, todos foram para as sacadas dos restaurantes e o clima era de pura alegria. O que acabou compensando a escassez de fogos.

Reveillon em Buenos Aires

O hotel

Adorei o hotel em que ficamos, foi o Trianon Residence, na Recoleta. Como fomos minha mãe, meu marido e eu, optamos por reservar um apartamento triplo. O que não sabíamos é que ele era beeeeem mais espaçoso do que imaginávamos que fosse. Havia dois quartos, o que nos proporcionou muito mais conforto, além de uma sala ampla, cozinha e banheiro. Adoramos!

Os custos

Saiba que, em qualquer local turístico, nada será baratinho no reveillon, o que não foi uma exceção em Buenos Aires. Nesta época, o hotel tem tarifas mais altas, as passagens, os restaurantes, e por aí vai. Enfim, prepare seu bolso porque passar o reveillon viajando é caro. Mas, sendo mais direta (até porque o conceito de caro é muito relativo), vamos aos preços. O pacote da ceia com show, DJ e transfer de retorno saiu por $1200,00 pesos argentinos, o que dava aproximadamente R$360, por pessoa. E este ano já deve estar mais caro ainda. Acho que vale a pena o gasto, visto que eu não faço isso sempre e que o serviço é muito bom. Mas se você quiser outra opção mais barata, prefira as casas noturnas que oferecem opções sem a ceia ou com uma ceia mais simples. Também veja outros lugares legais, como a Recoleta, local onde me hospedei e achei lindo. O importante é aproveitar!

Outras dicas de Buenos Aires e arredores veja aqui.

Reveillon em Buenos Aires

Viciada assumida em viagens. Turismóloga, especialista em Jornalismo Cultural e doutoranda em Comunicação. Em suas andanças, sempre busca conhecer as diversas culturas e se encantar com os mais belos cenários.

Facebook Twitter  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...