http://www.viagememcena.com/wp-content/uploads/2012/02/viagem-em-cena-logo.jpg

Vizinha da agitada metrópole Salvador, a ilha de Morro de São Paulo revela riquezas bem peculiares. De certo que a Bahia está repleta de belas praias, piscinas naturais e manifestações culturais. Mas o que Morro (para os íntimos) oferece, merece um destaque especial.

Morro de São Paulo 18

Prazer, Morro de São Paulo!

Ao chegar na ilha, após duas horas de catamarã saindo de Salvador, uma fila para pagar a taxa de preservação no valor de R$15,00 por pessoa. Enquanto você espera a sua vez, possivelmente será abordado pelos diversos carregadores de malas com seus carrinhos que cobram o serviço de acordo com a distância percorrida e o número de malas. Dispensamos a oferta porque estávamos apenas com uma mochila pequena cada um, meu marido e eu. Mas se você estiver com muitas malas ou se a sua hospedagem for longe do porto, creio que essa possa ser uma ótima ideia. Isso porque há algumas subidas e descidas bem íngremes por diversos caminhos, então evite a fadiga como o seu Jaiminho do Chaves.

Depois de enfrentar a tal fila e pagar a taxa, o calor e a fome já castigavam bastante. E logo após a primeira escadaria já apareciam as delícias da Bahia. Barraca de tapioca, carrinho de pastel, de açaí, de água de côco. Que perdição! Corremos para fazer o check-in na pousada, tomamos um banho rápido e logo saímos ávidos para almoçar e curtir esse lugar que já nos fascinava.

Morro de São Paulo

Vila Morro de São Paulo

Praias, piscinas naturais, argila e passeios pelo Morro

Durante os quatro dias que ficamos na ilha, fizemos alguns passeios bem divertidos que recomendo muito. Para começar, as famosas praias intituladas por números. A praia 1 é a menorzinha, após o morro da tiroleza. Logo ao lado, adivinhe? A praia 2, com seus corais maravilhosos e peixes de variados tipos. Esta é a mais badalada, pois está a frente de restaurantes descolados que atendem diversos perfis de viajantes. Logo pela manhã, fica difícil nadar por lá, pois a maré ainda está bem baixa e as piscinas naturais estão muito razinhas. Mas é mais fácil avistar os peixes e ouriços. Quando a maré sobe, os corais ficam submersos e não é mais necessário ficar sentado para se molhar. 😉 E por R$40,00, você desce do mirante da tiroleza, logo ao lado do farol até a praia 2 e aproveita esse visual único.

Tiroleza do morro de São Paulo

Morro de São Paulo

Andando mais um pouquinho, você encontra a praia 3, com menos corais e menos gente. Particularmente, foi a que mais gostei. Mesmo em um feriado, em que a ilha recebe muitos turistas, pudemos nadar tranquilamente com poucas pessoas ao redor. Adoro pessoas, mas quando tumultua muito fica chato, né? Vizinha a esta, a praia 4. Mais afastada da vila principal, está a frente de diversos hotéis luxuosos. Confesso que fiquei um tanto aborrecida com alguns deles porque quando a maré sobe bastante, há alguns pontos onde não é possível passar na areia, tem que entrar na água para passar. A área de alguns hotéis é cercada e ocupa os pontos em que a água não bate. Achei desrespeitoso, pois acredito que eles não deveriam ficar tão próximos da água. Afinal, os pedestres precisam passar, mesmo aqueles que não estão hospedados nestes locais. Por fim, há a praia cinco. A mais afastada e tranquila de todas.

Morro de São Paulo

Além das praias numeradas, Morro de São Paulo ainda nos oferece a encosta da argila, onde é só diversão. Existem alguns passeios pagos pra lá, mas é possível ir caminhando também. É só seguir a rua da fonte que tem seu início na praça da vila. O percurso dura cerca de trinta minutos e é fácil. Você passa a fonte, segue direto e depois vai caminhando pela praia. Chegando perto da encosta já é possível avistar a movimentação. Várias pessoas se lambuzando na argila com a esperança de ter pele e cabelos mais bonitos. Quanta besteira! Bem, eu fui só pra ver como era, né? Vai que… rsrsrs É tudo muito divertido. Tem gente que deita na lama, que joga argila um no outro, que rola…Uma grande bagunça. Pra fazer efeito é preciso esperar secar antes tomar banho. Mas, quem disse que tirar toda aquela argila é fácil? Tem que ter paciência. No chuveirinho da encosta ou na água do mar, reserve um tempinho para se limpar direito.

Encosta da argila, Morro de São Paulo

Morro de São Paulo

Banho de argila, Morro de São Paulo

Mais adiante, a praia e a vila da Gamboa. Local ótimo para almoçar e curtir a praia e o rio que desemboca no mar. Águas calmas e quentinhas, puro relax.  Só não se descuide para não esquecer do horário de voltar. Retornar à pé, só com a maré baixa. O horário depende do dia e se sabe pela tábua das marés. Mas, se encher muito você pode voltar de barco até o porto principal da ilha por R$5,00.

Gamboa, Morro de São Paulo

Gamboa, Morro de São Paulo

Para ter uma visão geral de como é Morro de São Paullo, há o passeio de volta à ilha. Custa em torno de R$90,00 a R$100,00 por pessoa, com paradas em Boipeba, nas piscinas naturais e na vila de Cairu. O passeio é muito bom, mas comentarei detalhadamente sobre ele em outro post.

Boipeba e Morro de São Paulo

Morro de São Paulo

Vai visitar o Morro entre julho e novembro? Sortudo! Então poderá aproveitar um passeio que, infelizmente, eu não pude fazer, que é a observação de baleias jubarte. Neste período, especialmente em setembro, as baleias podem ser vistas na Bahia porque procuram a região para se acasalarem e amamentarem seus filhotes. Uma amiga minha foi e disse que conseguiu ver cerca de dez baleias. 😮

Morro de São Paulo

Quanto aos monumentos históricos e culturais, achei que a administração de turismo do Morro deixou a desejar. O forte, por exemplo, é um lugar lindo, com uma vista privilegiada, mas que peca na conservação e nas informações aos visitantes. Isso porque o local acabou de passar por uma reforma recentemente. Há poucas referências históricas também em Cairu, que é a segunda vila formada no Brasil depois de Cabrália. E é notável certo desinteresse com estas questões na ilha de forma geral.

Cairu, Morro de São Paulo

Fortaleza Morro de São Paulo

Fortaleza Morro de São Paulo

Forte do Morro de São Paulo

Há ainda, é claro, a riqueza cultural dos baianos. A gastronomia inconfundível, com suas cocadas que me deixaram até de água na boca só de lembrar, a capoeira típica da região e a simpatia das pessoas que encontraram no Morro o seu lar.

Morro de São Paulo

Viciada assumida em viagens. Turismóloga, especialista em Jornalismo Cultural e doutoranda em Comunicação. Em suas andanças, sempre busca conhecer as diversas culturas e se encantar com os mais belos cenários.

Facebook Twitter  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

  • Leonardo Maciel

    Olá Thais tudo bem?

    Acabei de ver o programa “Sem censura”.
    Eu visitei seu site no intuito de te escrever pra te perguntar se você sabia algo sobre Morro de São Paulo.
    Pra minha grata surpresa, logo na capa encontro uma viagem que você fez pra lá. Que Maravilha!!!!
    Eu e a minha namorada pretendemos passar a Lua de mel lá. Ela já teve essa oportunidade de conhecer, e quando ela me falou e pesquisei na net simplesmente me encantei.
    Já sabemos até onde queremos ficar, na Pousada Vila Mato Verde na Quarta Praia ( Condomínio Vila do Côco ). Não sei se tem informações sobre essa pousada, se tiver…

    Mas ja enviamos e-mail para proprietária que nos deu retorno e foi muito atenciosa e certamente ficaremos lá

    O Casamento ainda não tem data, mas a previsão é que seja em meados de 2018. Já vi suas postagens e dicas, mas se puder falar mais das atrações da quarta praia eu agradeceria.

    Pretendemos gastar entre R$150 a R$200 por dia e estamos guardando dinheiro pra isso. E queremos também saber dicas sobre a culinária da região, onde tem os melhores restaurantes e tudo mais. Comemos de tudo, qualquer dica é válida. Mas eu também quero saber se experimentou algum prato legal de Frutos do Mar.

    Parabéns pela participação no programa e pelo seu site.

  • Oi, Leonardo. Que legal que curtiu. Eu gostei muito de Morro de São Paulo e acho uma ótima escolha para destino lua de mel. Não conheço essa pousada, mas uma dica é ver as avaliações sobre ela em sites como o Trip Advisor ou o Booking.com. Quanto à quarta praia, ela fica um pouco mais afastada do centro, mas é tudo muito pertinho. O legal é que vocês vão ficar em um lugar mais tranquilo. Gostei muito dos restaurantes localizados na orla das praias numeradas e também da praça Aureliano Lima. Vários pratos com camarão e outros frutos do mar. Destaco o Café das Artes. Desejo muitas felicidades ao casal e uma ótima viagem!

  • thais_unirio

    Oi, Leonardo. Que legal que curtiu. Eu gostei muito de Morro de São Paulo e acho uma ótima escolha para destino lua de mel. Não conheço essa pousada, mas uma dica é ver as avaliações sobre ela em sites como o Trip Advisor ou o Booking. com. Quanto à quarta praia, ela fica um pouco mais afastada do centro, mas é tudo muito pertinho. O legal é que vocês vão ficar em um lugar mais tranquilo. Gostei muito dos restaurantes localizados na orla das praias numeradas e também da praça Aureliano Lima. Vários pratos com camarão e outros frutos do mar. Destaco o Café das Artes. Desejo muitas felicidades ao casal e uma ótima viagem!

  • Leonardo Maciel

    Muito obrigado pelo retorno
    Já pesquisei o Café das Artes e é muito bem avaliado pelos turistas.
    A gente queria um lugar tranquilo mesmo. Continue com o seu trabalho, não tenho um repertório tão vasto quanto o seu (em relação a viagens), mas quero muito conhecer o Brasil antes de um destino internacional. Lugares como Fortaleza, Fernando de Noronha, Alter do Chão, Ilha Grande, Floresta Amazônica (que eu sei que já visitou e também me encantei) estão na minha lista e conto com suas dicas.

    Mais uma vez obrigado e parabéns pelo trabalho