http://www.viagememcena.com/wp-content/uploads/2012/02/viagem-em-cena-logo.jpg

Descobri em minha viagem à Nova Zelândia que a Terra Média existe. Isso mesmo, caro leitor. Pelo menos, alguns dos cenários que aparecem na trilogia de O Senhor dos Anéis e de O Hobbit são bem reais em vários pontos do país. E um dos passeios mais legais que fiz por lá foi ao condado Hobbiton que se localiza em Matamata, a duas horas de Auckland.

Hobbiton

O cenário produzido pela Weta, estúdio famoso localizado em Wellington, foi utilizado para a gravação dos filmes e desfeito posteriormente. No entanto, a vontade que muitos tinham em conhecer o local, mesmo que parcialmente desmontado, contribuiu para a reconstrução e abertura do espaço para visitação, possibilitando aos turistas sentirem-se um pouco como parte do elenco ao vivenciar a atmosfera tranquila e peculiar de Hobbiton. Para os fãs de Tolkien e Peter Jackson, um prato cheio. O fator sentimental é tão forte para alguns, que os motiva a certos comportamentos bem excêntricos. Por exemplo, em certa ocasião, um dos visitantes foi fantasiado de Gandalf e tirou mais de 800 fotos do local, segundo a guia que nos acompanhou durante a visita. Esse é fanático mesmo.

Hobbiton Hobbiton

As agências deixam os turistas em um ponto de encontro, na entrada da fazenda de Matamata, onde são formados grupos para pegar um ônibus próprio de Hobbiton. Neste local há também uma bilheteria para quem decide comprar o ingresso lá mesmo. No caminho, campos enormes de ovelhas. Toda a região circundante é rural e bucólica, cenário ideal e escolhido a dedo para as gravações. Ao chegar, a guia, que mais parecia uma personagem do condado, nos explicou sobre o processo de construção, seleção de atores e figurantes, curiosidades… Tudo com muita simpatia e gentileza.

Hobbiton Hobbiton

O que impressiona em Hobbiton é o cuidado com que é mantido todo o ambiente. Desde as plantações, até a pintura imitando o limo da madeira, passando pelas roupinhas no varal e as tocas dos hobbits, ou holes, em variados tamanhos para alcançar os efeitos pretendidos nas gravações. E, para os lares dos personagens principais, Frodo e Bilbo bolseiro, uma decoração bem inusitada. A linda árvore que foi colocada e pregada no topo, com as folhas artificiais pintadas uma a uma.

Hobbiton Hobbiton

Hobbiton Hobbiton

Hobbiton Hobbiton

A visita engloba também uma passagem pelo espaço onde foram realizadas as festas nos filmes. Atualmente, ele pode ser alugado para a realização de casamentos e outros eventos. Imaginem a emoção de se casar no condado.

Mas, a parte mais divertida da visita foi conhecer o Green Dragon Pub, o barzinho onde todos se encontravam. De longe já é possível sentir o cheiro do pãozinho gostoso que é preparado e vendido lá dentro. E a recepção é feita com três opções de bebidas, disponibilizadas gratuitamente aos visitantes. Escolhi a Ginger Beer, uma cerveja de gengibre sem álcool que achei bem gostosa.

Hobbiton

Hobbiton

Hobbiton Hobbiton

Hobbiton Hobbiton

Após ficar um bom tempo curtindo o bar e a música dos hobbits ao fundo, pegamos o ônibus novamente até o ponto de encontro onde há também uma lojinha de souvenirs, banheiros e restaurante. Adorei a comida de lá, mas achei que a loja deixou a desejar. Além dos produtos serem bem caros, havia pouca variedade de produtos mais simples, como canecas, camisetas e bibelôs.

Hobbiton

Hobbiton Hobbiton

Hobbiton

Hobbiton Hobbiton

Hobbiton Ônibus Hobbiton

Em uma permanência de aproximadamente três horas, as minhas impressões sobre Hobbiton foram as melhores possíveis. Um ambiente muito agradável, com uma ótima estrutura. Não estava muito cheio, pois era baixa temporada na ocasião, o que achei ótimo. Havia bastante gente, mas nada que atrapalhasse. Não sei se poderia dizer o mesmo se tivesse ido no verão. Apesar de achar que há um valor emocional muito grande para os adoradores das trilogias de The Hobbit e The Lord of the Rings como eu, acredito que as pessoas que não curtem tanto os filmes ou que nunca viram também gostem bastante do local.

Hobbiton

Informações Importantes:

Ingressos: Há diversos horários disponíveis para visitação, inclusive à noite com direito a um jantar. O preço por adulto é de 75NZD, ou aproximadamente R$140,00. Os ingressos podem ser comprados na própria bilheteria de Hobbiton, no I-site, que fica no centro da cidade, ou pela internet neste link. Caso você vá em períodos de alta temporada, sugiro comprar o bilhete com antecedência. Afinal, com esse sucesso todo, você pode ter dificuldades em achar a data e o horário pretendidos.

Agência: Comprei o passeio com a Flexi Tours NZ, que também pode ser planejado em conjunto com algum outro atrativo por perto em um day-trip partindo de Auckland. O pacote incluía transporte, ingressos e almoço, valor total menor do que se tivesse comprado tudo separadamente, mesmo sem nenhum desconto. Gostei bastante do atendimento, tanto na hora da compra quanto durante o passeio. Preferi ficar em Rotorua, nossa próxima parada, após o passeio para economizar tempo, já que é mais perto.

*Agradeço à equipe de turismo da Nova Zelândia e à agência Flexi Tours NZ pelo desconto concedido para o passeio. Não foi acordado registrar impressões positivas sobre os serviços. Os relatos são fruto da minha experiência real e pessoal e elaborados sem restrições.

Viciada assumida em viagens. Turismóloga, especialista em Jornalismo Cultural e doutoranda em Comunicação. Em suas andanças, sempre busca conhecer as diversas culturas e se encantar com os mais belos cenários.

Facebook Twitter  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...