http://www.viagememcena.com/wp-content/uploads/2012/02/viagem-em-cena-logo.jpg

Ao primeiro olhar, já é encantadora a paisagem das belas montanhas brancas que abrigam diversas piscinas naturais em suas Pamukkaleformações intrigantes. Parece que a neve tomou conta de Pamukkale, na Turquia. Mas não se enganem caros amigos. Este branco das montanhas se trata de um fenômeno surpreendente. Cálcio petrificado. Essa substância reveste as montanhas formando uma linda paisagem, parecendo-se com a neve. E as belas piscinas naturais são provenientes de águas termais que emergem de quilômetros de profundidade misturadas ao cálcio.

Quando as águas chegam à superfície, estas mudam as formações rochosas, dando origem às diversas bacias que podem ser vistas nas fotos. (Obs: Podem rir da minha capinha ridícula de pica-pau nas cataratas, mas era a única que vendia lá e como estava chovendo e frio, tive que me render a esse mico impagável).

Banhar-se em Pamukkale é considerado medicinal e muitos diziam até que era uma espécie de fonte de beleza. Bizarro, não? O fato é que o passeio é surpreendente e as águas que correm sobre as montanhas são quentinhas e super agradáveis.

Em Pamukkale, também se encontra Hierápolis, a terrinha do deus Appolo e da deusa Artemis. Seu significado é “Cidade Sagrada”, por causa de seus templos e toda a importância religiosa da cidade. Construída pela população de Pergamum, a cidade foi o abrigo de diversas civilizações, após constantes invasões e conflitos. Algumas das civilizações que passaram por lá foram os Luvianos, Phrygianos, Persas, Gregos e Romanos, Byzantinos, Seljuk e os Ottomanos.

Pamukkale Pamukkale

A cidade ainda encontra-se bastante preservada e toda a região de Pamukkale é protegida pela UNESCO como patrimônio da Humanidade. O teatro romano é o máximo, enorme, lindo e ainda está praticamente inteiro.

Teatro Romano - Pamukkale Ruínas de Hierápolis

Há também uma grande piscina romana de águas termais, mas essa eu achei que já está muito turistificada, no sentido pejorativo da palavra. Ou seja, pra turista ver. Achei que o local estava parecido com um clube, uma pena. Piscina romana termal - Pamukkale

Outro fato chato foi saber que uma paisagem tão linda como esta está mudando tanto. As montanhas estão ficando amareladas e ainda não descobriram o porquê desta mudança. Não se sabe se é ação do homem ou simplesmente uma modificação natural. Mas ainda sim, acredito que Pamukkale continuará linda. Não deixem de visitar! Pra mim, é considerado um dos lugares obrigatórios para ir antes de morrer, rsrsrs.

Informações importantes:

Tempo de permanência: Em um dia, é possível conhecer Pamukkale, mas se você tiver bastante tempo de férias, é muito válido ficar mais tempo, pois o lugar é muito agradável.

Como chegar: Não tem aeroporto em Pamukkale. Então tem que ir de ônibus ou excursão mesmo (a que nós pegamos foi ótima, a guia nos deu até um presentinho quando soube que estávamos em lua de mel. Uma fofa!). Existem diversas agências locais que fazem este passeio. Saímos de Selçuk e fomos de micro ônibus até lá. É legal fazer um pacotinho partindo de Istambul com as cidades que você quer visitar. No nosso passeio o roteiro depois de Istambul foi: Éphesus, Pamukkale, Cappadócia.

Clima: Bem, peguei uma chuva bem chatinha quando fui. Estava bem frio também, mas não tanto quanto na Cappadócia. Se você for no verão, é possível ir de biquíni e aproveitar bastante.

Pamukkale Pamukkale

Viciada assumida em viagens. Turismóloga, especialista em Jornalismo Cultural e doutoranda em Comunicação. Em suas andanças, sempre busca conhecer as diversas culturas e se encantar com os mais belos cenários.

Facebook Twitter  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...